As primeiras plantas de chá chegaram aos Açores vindas do Brasil no século XVIII, sendom, inicialmente, utilizadas como plantas ornamentais que se davam bem com o clima temperado e as chuvas da ilha. Em 1878, a Sociedade Promotora da Agricultura Micaelense trouxe de macau dois mestres chineses para ensinar os locais sobre as artes e técnicas da cultura do Chá, permitindo que a sua produção se desenvolvesse. Apesar de terem existido seis fábricas de chá em São Miguel, atualmente, existem apenas duas – a Gorreana, na freguesia da Maia, Ribeira Grande e a Chá Porto Formoso – que são, também, as únicas plantações de chá com fins industriais de toda a Europa.

Fonte foto: 
ShutterStock