A principal função das Comissões Vitivinícolas Regionais (CVR) é a certificação dos vinhos da região sobre a sua jurisdição. Cabe a estas organizações interprofissionais fiscalizar técnicas vitícolas e processos de vinificação.

Em cada CVR existe uma Câmara de Provadores, responsável por realizar análises organolépticas aos vinhos produzidos na região de forma a garantir a sua autenticidade. é a CVR que define se um vinho é classificado como DOC ou Regional e verifica se o seu rótulo está de acordo com a legislação portuguesa e europeia, só depois é que a comercialização do vinho é autorizada.
As CVR cumprem igualmente funções de promoção e divulgação dos produtos vínicos da sua região.

As CVRs existentes em Portugal correspondem às seguintes regiões vitivinícolas: