A origem do Queijo do Pico perdeu-se na memória dos tempos. No entanto, sabe-se que já se fabricava em finais do século XVIII e que a sua receita tem sido transmitida de geração em geração, preservando-se assim, até aos dias de hoje, o saber fazer tradicional.

Tendo sido certificado como produto DOP em Outubro de 1996, o Queijo do Pico é uma das maiores referências gastronómicas da ilha. Também conhecido como Queijo São João do Pico, este define-se como um queijo artesanal que é produzido nas queijarias familiares da região, sendo o seu saber fazer transmitido de pais para filhos, de avós para netos.

Trata-se de um quejo curado, de pasta mole e pastosa, pouco compacta e muito untosa, de cor branca e amarelada, feito com leite de vaca cru, coalho animal e sal.

O leite com que é produzido provém de vacas leiteiras regionais, criadas em sistema livre, o que lhe confere uma grande qualidade nutricional.

Apresentando uma  forma redonda e cilíndrica, ligeiramente abaulada nos lados, tem cerca de 18 centímetros de diâmetro e o seu peso oscila entre 700 e 800 gramas.

O seu aroma é característico, intenso e agradável, com um sabor ativo e salgado.

É um queijo gordo (45 a 49% de gordura) e com alto teor de humidade (67 a 71%). 

A sua maturação é feita em locais de cura natural ou em instalações de ambiente controlado a uma temperatura de 10 a 15ºC, com uma humidade relativa de 80 a 85%. A cura dura em média 28 dias.

Dele, dizem os entendidos que se trata de um queijo muito apreciado enquanto sobremesa ou como aperitivo, acompanhado de vinho Verdelho do Pico.

Caraterísticas:

Aspeto exterior: formato cilíndrico baixo (prato), boleado, regular com abaulamento lateral nas faces.

Diâmetro:  16-17 cm

Altura:  2-3 cm

Peso:  650-800 g

Apresenta uma crosta amarela. A sua textura é irregular, com olhos, pouco compacta e muito untosa. A consistência  é mole, pastosa e sua  a sua cor é branca amarelada.

Aroma e Sabor: apresenta um sabo intenso, ativo e salgado

Gordura - 45% - 49% (queijo gordo)

Humidade - 67% - 71% (pasta mole)

Tempo mínimo de cura: 20 dias

Área geográfica de produção: Ilha do Pico

Entidade Certificadora: Comissão Técnica de Certificação e Controlo

Agrupamento Gestor da DOP: Associação de Produtores de Queijo do Pico

Ilha: 
Pico
Categoria: 
Laticínios
LaticíniosQueijo
Fonte foto: 
www.visitazores.com

Artigos relacionados